Eu estou pergunto só de praxe, porque eu já imagino a resposta: Você ficou chateado com a derrota do Brasil para a Holanda?

 

Alguns fingidos vão dizer que não. Repito: fingidos! São os nossos intelectuais de plantão, mostrando para todos a nossa incompetência suprema em se render aos apelos da Copa do Mundo. Dirão que somos manipulados pela mídia, que somos apenas patriotas na hora do futebol, que não nos unimos nos momentos realmente importantes. Bom, reclamações que eu também faço – atrás do computador, sem colocar o focinho pra fora (como quase 99% dos que fazem este tipo de declaração).

 

Mas me deu uma pena, sabia? Uma seleção que voltou a gostar de jogar representando o Brasil já merecia muito mais o meu respeito. Também tem o fator Dunga, aquele que não se dobra perante a opressão da Globo. Literalmente, um anão contra o gigante da mídia nacional. Isto é um evento para ser lembrado e relembrado, contado em histórias de bar, com o mesmo glamour de nossos pais dizendo que viram (ou ouviram apenas pelo rádio) os gols de Pelé e cia.

 

Mas me lembrei, para deixar de ficar triste, que o Brasil já bateu muito em Holanda. Aliás, bater em Holanda foi quase que um hobby nacional por muitos anos e, talvez por esse voyerismo sádico, a derrota nos pegou de surpresa na última sexta.

 

Para que possamos apaziguar essa triste, lembre com este vídeo daqueles dias inocentes, quando achavamos que bater em Holanda não era nada demais, apenas um passar de tempo singelo de um domingo a noite.

 

 

 

Abraços

 

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Op2K9_S21fE&w=580&h=460]