Faço isso direto. Coloco a ideia num papel, deixo ali. Ela vai sofrendo a cada ligação telefônica, a cada xícara de café.

As que resistem viram alguma coisa.

As que morrem, de tão borradas, uma hora voltam.