O universo urbano permite uma série de novas soluções a antigos problemas. A fome da noite pode ser saciada por visitas a mercados 24h, pizzas delivery e a solução asiática que serviou a este artigo: comida chinesa.

Eu lembro de comida chinesa nos desenhos que assistia nos anos 80 e nos seriados dos anos 90 e já imaginava o gosto, antes mesmo de experimenta-la. Quando encomendei a minha primeira comida chinesa, me senti num daqueles takes cinematográficos intimistas, a meia luz, da vida solitária nova-iorquina, e pensei na hora: eu realmente vejo muita tevê. Mas o que recebi em casa não foi uma experiência cinematográfica, foi uma golfada de desilusão. Vocês podem pensar que é um exagero ou que quero criticar a comida que veio. Negativo, para ambas as possibilidades. A minha desilusão com a comida nem foi com a comida em si, mas com a sobremesa: os biscoitos da sorte.

Não era sensacional ver o Scooby-Doo abrindo um biscoito da sorte e lendo uma maldição? Ou um outro filme, em que o biscoito dizia a linda e jovem atriz “hoje você encontrará o amor de sua vida”. O biscoito da sorte era a cigana comestível! Era a Magic Ball da cozinha! Era o Walter Mercado em forma de bolacha! Se bem que o Walter Mercado tem a cara do Trakinas mesmo, com aquele sorriso congelado a base de botox.

Mas nada disso. As franquias de comida chinesa, talvez com medo de serem acionadas na justiça, deixaram o biscoito da sorte com cara de I-Ching americano, completamente sem comprometimento. Não há notícias ruins, não há grandes sortes no seu futuro, não há nada. E, mesmo assim, eles conseguem fazer alguns que vão além dos limites do bom senso anti-nonsense.

Minha esposa abre seu biscoito da sorte. Vem dois recados dentro (ela sempre tem mais sorte, também ganha todos os jogos de cílios entre nós). Eles estão fotografado aqui, do lado esquerdo:

Reparem que, ambas as frases, ainda tem algo a dizer.

Não é aquele biscoito da sorte a lá Scooby-Doo que eu esperava, tudo bem, mas queria dizer algo.

Então beleza, vou ver o meu, com a mesma esperança de adolescente vendo horóscopo no dia da prova pra qual ele não estudou nada.

Lá, encontro esta maravilha aqui do lado direito:



E, desde então, procuro por nuvens no céu.

Faça a sua própria sorte: pare de comer em restaurantes que colocam bilhetes dentro da comida.


Aquele abraço e feliz 2011 para todos nós!

Andrei Moscheto